Bala perdida

[ Bala perdida ]

Ontem, assistindo a um jornal, mais uma notícia sobre uma bala perdida. Bala perdida. Uma senhora da terceira idade, dentro de sua própria residência, começa a sentir uma dor estranha na coxa direita. A neta verifica a perna da avó e constata que há sangue escorrendo. Bala perdida. O namorado da neta socorre a senhora. No hospital, confirmam. Bala perdida. No dia seguinte a notícia do seu falecimento. Um minuto de silêncio. Bala perdida.
Ninguém mais se assusta com esse tipo de notícia. Bala perdida. Outro caso dentro da cidade de São Paulo, da cidade do Rio de Janeiro. Mais um caso em uma de nossas cidades brasileiras. Bala perdida.
Foi o tempo em que bala perdida era sinônimo de criança chorando. Uma bala perdida no chão. Se a mãe não visse, a criança já teria reintroduzido a bala novamente na boca. Germes. Bala perdida.
É incrível como nos acostumamos com a violência, ou melhor, nos acovardamos dentro da violência. Preferimos ser vítimas. Não acusar, fechar os olhos, achar que o problema não é nosso.
Até que um dia ela bate na nossa porta. Entra pela janela, que antes só deixava entrar a luz do sol. Hoje. Bala perdida. Na perna, amanhã no braço, talvez nos pulmões ou em nosso coração. Em nosso cérebro.
Tarde demais. Mais um indíviduo com seus cinco minutos de fama. Ele foi notícia de televisão.
Mas quem se importa? Quem atirou, errou, ou foi de propósito. Estava brincando com uma arma e atirou. Uma criança com um fuzil nas mãos. Bala perdida.
Uma criança que nunca perdeu uma bala no chão. Comida ele não tem, quanto mais um doce, melhor. Uma criança que aprendeu a usar uma arma antes de aprender o alfabeto. Uma criança. Bala perdida.
Crianças viram anjos da morte. Crianças brincam de matar, brincam de morrer. Brincam de ser adultos. Morrem antes de serem adultos.
Bala perdida. Quem se importa! Os policias? O governo? Bala perdida.
Me desculpem, preciso encontrar uma bala de hortelã. Bala perdida.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s