Saudades

[Para o meu pai (15/12/1929 – 15/11/2012) e para a minha mãe (19/11/1929 – 23/07/2103)]

10246545_615263588550052_8317271222672977007_n

O grande mistério

Chega misteriosamente, sem avisar. Sorrateiramente, como um vento úmido e gelado. Somos pegos de surpresa, sem agasalho. Muitos dizem que é a melhor forma de encontrá-la. Muitos pedem ou sonham com o encontro, assim sem convite, sem compromisso. Como um sonho que passa rapidamente e que não conseguimos lembrar. Não deixa marcas, apenas uma grande saudade.

Também chega de outra forma, mais sutil, deixando recados, nos avisando todos os dia de sua chegada. Ela não escolhe, apenas aparece nas casas, nos quartos das crianças, dos adultos e dos velhos. Sem preferência, sem preconceito.

Outras vezes aparece raivosa, sem piedade. As crianças perguntam o porquê? Por que ela me escolheu? Os adultos também fazem a mesma pergunta. Ninguém sabe a resposta. Dúvidas e mais dúvidas. Alguns a odeiam, outros a veneram. De certa forma ela é muito criativa, não podemos negar.

Move o mundo de uma maneira misteriosa, sem explicações. Podemos dizer que ela ao mesmo tempo destrói e constrói novos mundos. É por causa dela que os grandes cientistas aparecem, as grandes invenções são descobertas. Os grandes heróis surgem. Os heróis vem das pessoas mais simples, como os nossos pais, os nossos amigos (professores, filósofos, cientistas, etc) e vizinhos.

Esses heróis nunca desistem, querem sempre nos ajudar de uma forma ou de outra. Mas ela é implacável. Muitos recorrem a religião, outros a ciência. Mas nada a impede. Ela vem como um furação destruíndo e deixando sua marca por todos os lugares em que passa, em todas as famílias.

E assim, sem mais nem menos, sem dar explicações ela vai embora e junto leva as nossas esperanças, as nossas alegrias, deixando apenas uma grande dúvida, um grande vazio.

Como disse, ela é muito criativa, ela vem e leva. Ela nunca falha, não conseguimos impedí-la. Desde que o mundo surgiu ela está presente entre nós.

Ultimamente conseguimos enganá-la. Ganhamos dez, quinze anos a mais. Mas ela é paciente, finge que foi enganada, nos concede esses anos, mas ela retorna triunfante, vestindo uma nova cara, uma nova fantasia.

Mas nós também não desistimos, a cada ano a recebemos com mais tecnologia e com novos heróis. A surpreendemos também. Ela se pergunta, onde esses humanos tiram tanta força, tanta coragem de me enfrentar. Ninguém sabe responder. Ela só sabe que ela deve vir e nos visitar. Nós não queremos a sua visita, mas nós a enfrentamos com a cara e a coragem. Um dia após o outro.

Uns dizem que é a esperança que nos move, outros dizem que é o amor. Outros simplesmente aceitam, e dizem que é o ciclo da vida.

 

Tereza Yamashita

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s