Revista E do SESC!

[ Matérias muito legais na Revista E do SESC ]

191

Gostei muito da Revista E deste mês de abril! Recomendo principalmente as duas matérias (trechos abaixo) que me pegaram de jeito, adorei! Aí está tudo o que eu pensava mas não conseguia organizar em palavras. Parabéns para as autoras! Gostei também da matéria Fábrica de Talentos, sobre o aniversário do SESC Pompéia. Amei a linda foto (Nelson Kon) da sala de aula de cerâmica, estou tendo aulas lá, rs. O Sesc Pompéia completa três décadas como referência no campo da cultura e do lazer em São Paulo. O projeto de arquitetura foi desenvolvido por Lina Bo Bardi, que ganhou o coração dos paulistanos, inclusive o meu.

salaceramica

Ah, e não poderia deixar de citar também a matéria Escrita Fina com a renomada escritora Ana Maria Machado, de quem estou lendo o livro Silenciosa Algazarra – Reflexões sobre livros e práticas de leitura, da Companhia das Letras, sobre questões urgentes da cultura do século XXI que são respondidas pela autora nessa seleção de artigos, palestras e conferências. Recomendo!

LV286360_N

“Ler não é natural. Aliás, nem falar e conversar são atos naturais; são atos culturais. Portanto, ninguém nasce sabendo falar, conversar, ler, escrever. Nem aprende sozinho. São habilidades e conhecimentos que precisam ser transmitidos e ensinados. A linguagem articulada não é um fenômeno da natureza, é da cultura. Vem do grupo social. Principalmente a linguagem simbólica, que vai além da simples indicação concreta e trabalha com abstrações. Cultura pura. Se ninguém ensinar, ninguém aprende.” Pág. 28. Texto apresentado no II Congresso de Literatura Infantil e Juvenil, Baeza (Jaen) Espanha, outubro de 2007.

 Trechos das matérias:

eu_amo_a_obsolencia_t_shirt-rc542c16df3d54fec98a834951da0f01f_f0c6u_216

1. Obsolescência programada – A descartabilidade de mercadorias e pessoas: consumo, obsolescência e relacionamentos humanos – por Rita Alves.

“Os relacionamentos, assim como as mercadorias, passam por um período de intensa descartabilidade. O cientista social polonês Zygmunt Bauman já apontou a íntima relação entre as práticas de consumo contemporâneas e a fragilidade dos laços humanos na atualidade. O consumo é pautado pela obsolescência planejada e pelo desejo intenso por novidades, mudanças e, principalmente, novos desejos. Para ele, a satisfação dos desejos é angustiante na medida em que nos obriga a eleger um novo objeto de desejo; aponta que atualmente “o desejo não deseja a satisfação; o desejo deseja o desejo”. Daí a sensação constante de angústia e a incessante busca por novos desejos e realizações. O mesmo acontece com os relacionamentos atuais. As relações amorosas, as amizades, os contratos de trabalho e até mesmo os laços familiares são afetados por essa lógica da descartabilidade e da efemeridade do consumo, ou melhor, do consumismo.”

Rita Alves é antropóloga, professora do Departamento de Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e integra o grupo de pesquisa Imagens, Metrópole e Culturas Juvenis.

2. A era dos sentimentos descartáveis – por Cristiane Costa Cruz.

“A grande dificuldade da atualidade parece ser lidar com frustrações. Muitas pessoas se acostumaram a descontar as frustrações do dia a dia comprando. Sair de uma loja com várias sacolas pode gerar uma enorme sensação de felicidade, ainda que se compre coisas desnecessárias, que talvez nunca sejam usadas. Mulheres geralmente buscam peças de vestuário, cosméticos e tratamentos de beleza, enquanto os homens preferem produtos eletrônicos e carros. Depois, a culpa pelo consumo excessivo ainda pode ser expiada atirando-se os restos dos produtos mal utilizados na lata dos recicláveis. Para que enfrentar crises em busca de uma solução se é tão mais fácil apenas ir ao shopping center e mudar de assunto?”

Cristiane Costa Cruz é psicóloga e presidente da Associação MENSA Brasil para pessoas com alto QI (superdotados).

Para conferir as matérias clique no link da Revista E.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s